O FORNO QUE TEM HISTÓRIA



NOSSA HISTÓRIA ROMÂNTICA

Em Outubro de 1897, a família Volpi composta por Luduvico, Giuseppina e seus três filhos, Cirillo, Alceste e Alfredo imigrou para o Brasil.

Alfredo havia nascido em Lucca aos 14 de abril de 1896, portanto tinha um ano e meio. Aqui nasceriam ainda Mercedes e João.

Alfredo Volpi se destacaria entre eles. Já adolescente, interessou-se por tintas, misturando-as para obtenção de novas cores. Daí partiu para uma profissão muito em voga na época, a de pintor-decorador de paredes, caminho este que o levaria às telas. Como autodidata, sem ter feito a Escola de Belas Artes, nem qualquer aprendizado de pintura, se tornaria o grande pintor brasileiro, consagrado como um dos maiores coloristas, criando tons e combinações maravilhosas que sensibilizaram os seus apreciadores.

João Volpi, seu irmão caçula (1908 - 2003), aprendeu seu ofício de gravador em aço na firma Petrarco & Nicoli. Manuseava o buril com muita habilidade, realizando também excelentes e artísticos trabalhos nesta área. Mas João Volpi sempre teve uma grande paixão: a PIZZA.

Recorda-se da boa e inigualável que comia no Largo do Cambuci, na Pizzaria Pascoalino, na década de 30.

Em 1.957, como hobby, começou a desenvolver um forno e tinha como meta que dele a pizza saísse como a de forno a lenha. No início era uma verdadeira "Maria Fumaça". Muita massa se perdeu. Muitos estômagos apetitosos frustraram-se diante das experiências realizadas. Altas horas, corria-se para a primeira pizzaria ainda aberta, pois a fome só podia ser saciada com pizza. Devido à sua aparência estrambólica foi-lhe dado o apelido de "SPUTNIK", em razão do lançamento do satélite artificial russo, que era a grande notícia naquele ano. Mas, logo foi tomando forma e, em torno dele, alegremente familiares e amigos reuniam-se e degustavam as saborosas pizzas, saídas pelas mãos de seu filho Lauri. Este abraçou a idéia do pai e juntos trabalharam incansavelmente para desenvolver e aprimorar o que é hoje o FORNOFORTE DI VOLPI.

ALFREDO e JOÃO.
Dois irmãos, entre eles:
CRIATIVIDADE, ABNEGAÇÃO E TRABALHO.



NOSSA HISTÓRIA TÉCNICA


CRIAÇÃO/ORIGEM NOBRE

O forno foi criado por um exigente "AMANTE DA PIZZA", JOÃO VOLPI, irmão do célebre pintor ALFREDO VOLPI (falecidos). Volpi era intransigente, trabalhou com determinação e afinco para criar um forno a gás, para tê-lo em sua casa, que fizesse a pizza tal e qual o forno a lenha.

Esta é a origem nobre do DI VOLPI FORNOFORTE



AÇÃO CALÓRICA DE FORNO A LENHA (sistema patenteado)

Volpi consegue que a ação calórica de seu forno seja semelhante a de um forno a lenha. Ter dupla ação: a inferior (do lastro) por irradiação, e a superior, por propulsão convergente, o que provoca o impacto calórico necessário para que a pizza seja assada rapidamente.

Com sucesso, Volpi alcançou seu escopo.



ESTRUTURA PARA TESTES/CUIDADOS DA PRODUÇÃO

Confiante com seu invento, Volpi fez questão de ter uma pizzaria que somente operasse com seus fornos. Instalou-a no bairro da Aclimação em 1998. A ECO-PIZZARIA DI VOLPI, além de sua atividade comercial também é show-room do FORNOFORTE. Nela, é dado o treinamento para adquirentes, como é também, laboratório de análise para seus aprimoramentos. Ao chegar às mãos dos clientes, o produto foi rigorosamente testado e avaliado.



CAPACIDADE DE PRODUÇÃO/QUALIDADE

Dos fornos DI VOLPI, saem pizzas com a mesma qualidade das feitas em forno a lenha. O forno é modular (uma pizza por vez), porém, uma bateria de 2 ou 3 fornos, equivale a produção de um bom forno a lenha. A ECO-PIZARIA DI VOLPI, (220 lugares), hoje com sistema de rodízio de pizza, que exige grande capacidade produtiva, atende perfeitamente com qualidade a demanda.



ACEITAÇÃO NO MERCADO

Devido às razões acima, são milhares de compradores totalmente satisfeitos com sua qualidade e eficiência. Ao consulta-los, são unânimes:

"O DI VOLPI FORNOFORTE É O MELHOR FORNO PARA PIZZA NO MERCADO!"